Poems From The Portuguese

Deception to the rule

Deception to the rule

To sit down and see
others passing by is
my favourite exercise. It’s entertaining.
It’s not draining.
It’s for free. In this counter-game of mine
it’s for the others to pass
(I entrust to the others the task
of passing by). I wash my feet of it.
I write from the inside of life.
It may even seem that thus I
will be going nowhere but who
is willing to go
to the place where others go?

© Translated by Ana Hudson, 2010

Decepção à regra

Sentar-me e
ver os outros passar é o
meu exercício favorito. Entretém.
Não esgota.
É gratuito. Neste meu jogo-do-não
são os outros que passam
(é aos outros que reservo a tarefa
de passar). Lavo daí os pés.
Escrevo de dentro da vida.
Pode até parecer que assim não
chego a lugar algum mas também quem
é que quer ir
ao sítio dos outros?

in Luz Última, 2006

No Comments :